Ipezinho Roxo!

E o ipezinho roxo.
Querendo ser adulto.
Já florou.

Florou no quintal
do poeta.
Só para poesia virar.
Ele quer encantar.
Encantar!
Deu cachos de flores.
Atraiu beija-flores.
Mas humilde ficou.
Mesmo sabendo
Que sua beleza encantou.
E o pequeno ipezinho.
Do poeta Frega Jr.
Há de florir.
Todos os anos.
E versos perfumados.
A seu “dono” irá inspirar!
Haikai!
O pé de ipê roxo.
No quintal do poeta florou.
De versos perfumados.
Dayse Sene
Imagem (@fregajr).

Deixe uma resposta

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
Pular para a barra de ferramentas